quarta-feira, 27 de maio de 2020

Terceiro Dia


E aí pessoal! Desculpa a demora, deveria ser o 58º dia. Vai ser o TERCEIRO DIA por que não sei escrever 58º dia por extenso. Atrasou tudo por causa do romeofisse. Inclusive publiquei um texto a respeito no Facebooooca. ESTE POST ESTÁ CHEIO DE LINKS. SIGA-OS, POIS DARÃO ÓTIMAS DICAS. Então vamos lá:
  • Disciplina. Palavra que causa preguiça em qualquer um. “Não sei se vou conseguir”. Li em algum lugar que se você executar qualquer coisa por 21 vezes, essa coisa se torna hábito. É verdade. Faço isso e funciona. Poupar é a mesma coisa. Experimenta começar a fazer um exercício qualquer, independente da frequêcia. Depois da 22ª segunda vez, você não para mais. Vicia. No bom sentido.
  • Anualize tudo. Escrevi que você deve se habituar a números pequenos. Exemplo: Você tem o hábito de tomar aquele cafezinho todas as manhãs na padaria antes de ir para o trabalho. Vamos supor que o preço do cafezinho seja R$ 3,00 e você, por hábito, faz isso todos os dias. No final do ano, você terá gasto R$ 1,095,00. Dá pra comprar uma televisão. Não estou dizendo para não tomar o café. Estou dizendo para você começar a pensar em prioridades e números pequenos. Buracos pequenos, fazem um baita estrago.
  • Pense em você. Um erro bastante comum é o seguinte pensamento: “Vou pagar todas as contas e depois vou economizar”. Está errado. Em primeiro lugar, sua economia, sua poupança. Já falo isso nos tópicos abaixo.
  • Corte despesas. Aparentemente uma tarefa hercúlea. Não é. Vou mostrar uma forma ridícula de tão fácil, usando o Princípio de Pareto. É tão absurdo que você vai achar absurdo em como não pensou nisso antes. Desculpa aí a redundância.
  • Comece pequeno. Não faça como eu. Comecei tentando poupar 50% da minha renda líquida. Estava me achando O BANQUEIRO. Comece pequeno. 20, 30, 40 Reais. Quando você estiver habituado, pule para a próxima fase. Antes de pagar todas suas contas esperando sobrar, pense em você. Fiz isso. Está dando certo. Não tenha pressa.
  • Leia. Habitue-se aos informes financeiros. Acordo todos os dias, por hábito, entre 4h00 e 4h30. A primeira coisa que eu faço é acompanhar as Bolsas Asiáticas e por volta das 5h00, as bolsas Européias. Num futuro próximo, vocês entenderão o porque disso. Sigam, leiam e acompanhem, mesmo que não entendam nada (ainda): Isso, isso, isso e isso aqui .

Por hoje é só e na próxima vez, contarei como foi meu começo com R$ 50,00 e moedas.

quinta-feira, 21 de maio de 2020

Segundo Dia


CDI acumulado 2020: Perí­odo de 01/01/2020 a 30/04/2020 é 1,2962%
Poupança Acumulada 2020: Perí­odo de 01/01/2020 a 30/04/2020 é 0,9820%
SELIC Acumulada 2020: Perí­odo de 01/01/2020 a 30/04/2020 é 1,2962%

E aí povo! Bem vindos ao SEGUNDO DIA. Se você chegou até aqui, é por que temos algo em comum.

Quero explicar novamente que não quero ensinar ninguém a ficar milionário da noite para o dia virando “investidor”. Vou falar sobre uma caderneta de poupança vitaminada. Investidor, como pensa o imágináro popular, é outra coisa. Escreverei sobre isso depois.

Você com certeza percebeu que coloquei aí em cima, alguns índices acumulados deste ano. Primeiro vou escrever sobre esses índices e depois como comecei. Ficará mais fácil de entender. Let’s go.

Quando achei que deveria fazer alguma coisa, como disse antes, pesquisei blogs, canais de vídeo e tudo o que dizia respeito a finanças pessoais. TODOS me deram a impressão que eu ficaria milionário num período menor que três meses. Essa foi MINHA IMPRESSÃO, ninguém prometeu nada. Pois bem, comecei com a velha e boa Caderneta de Poupança. Coloquei dinheiro lá pela facilidade, livre de impostos e resgate fácil. Passado um tempo, achei que deveria “sofisticar meus investimentos”. Fui para o Tesouro Direto. Passado mais um tempo e eu me achando o Warren Buffett tupiniquim, fui para o CDB. Aí fiquei por um tempo até entrar no mercado de ações. Antes de continuar, vou explicar essas siglas todas. Não sou expert em rigorosamente nada, então as explicações são fruto do que EU entendi, ok?

RENDA FIXA: É como seu emprego. Você assina um contrato de trabalho com seu empregador em troca de uma remuneração mensal. Você fecha um contrato de CDB com um banco, por um percentual anual/mensal dentro de um determinado período.

RENDA VARIÁVEL: É meio que uma loteria. Você aposta X esperando ganhar X vezes 10. Isso é a Bolsa de Valores.

CDI (Certificado de Depósito Interbancário): É mais ou menos assim. Os bancos, por determinação legal, não podem ficar com seus caixas negativos. Quando isso acontece, o banco A pede um empréstimo para o B para que seu caixa fique no azul. O banco A, cobra uma taxa de juros por esse empréstimo. O banco C está no vermelho e pede um empréstimo para o banco D mediante outra taxa de juros. Cada um cobra sua taxa. O Banco Central do Brasil, calcula uma média de todas essas taxas de juros de banco pra banco e essa média se chama CDI, utilizada para a remuneração em várias aplicações financeiras.

CDB (Certificado de Depósito Bancário): Acho o mais injusto dos investimentos. Você empresta dinheiro para seu banco, que paga para você 4% ao ano (a.a.). Ele pega esse dinheiro e empresta para os clientes dele a 15% ao mês (a.m.). Mas o mercado é assim. Empresta quem quer e toma emprestado quem quer.

SELIC: O governo toma empréstismos como todos nós. Ocorre que o governo determina o quanto ele quer pagar em forma de juros para esses empréstimos. Essa é a SELIC. E não adianta querer cobrar mais. Essa taxa é referência para vários investimentos e negócios. Mas sinceramente, só respeitam quando você é o devedor.

Gente, cansei por hoje. Amanhã tem mais.

FUI!

Primeiro Dia

Olá! Tudo bem? Parafraseando Paulo Henrique Amorim (1942 - 2019) que aliás publicou um livro em 1988 (De Olho no Dinheiro), que aconselho para iniciarmos este bolg. Vamos tratar de finanças pessoais. Não se trata de um blog como tantos dos milhares que existem, que irá lhe ensinar a ficar milionário em três meses, aplicando R$ 30,00/mês, no Tesouro Direto. Vou falar a verdade. A minha verdade, a minha experiência. Vou começar com a minha história nesse mundo, que é minúscula, mas é um bom começo. E vão por mim, valerá a pena. Vou explicar algumas coisas que aprendi. Quero deixar claro que o que eu escrever aqui não é a verdade absoluta, mesmo por que sou analfabeto nessa matéria. Digamos que eu seja aquele estudante de 4 ou 5 anos que ainda frequenta o pré primário.

Nasci em 1965 (calcula aí). A vida toda trabalhei e mesmo sem graduação, sempre dei muita sorte no quesito salário. Meu problema, como o de tantos que conheço, é que nunca dei ouvidos para meu pai. Sempre fui perdulário. Nunca me preocupei com o futuro, que chega bem rápido, e só fui me dar conta depois que já havia perdido muito tempo.

Tendo acordado, não vou dizer que comecei a correr atrás do tempo perdido. O tempo já passou, mas percebi que poderia começar de novo. Me dei a chance de um recomeço. Desde metade de 2019, comecei a pesquisar e estudar finanças pessoais. Fiquei hiper, mega empolgado com aqueles blogs e canais do Youtube que prometiam milagres. Praticamente ovulei. Refiz meu orçamento e com o que sobrava (kkkkkkkk) comecei.

Vou parar por aqui para manter o mistério e amanhã explico como comecei e em que pé que estão minhas finanças.

Antes de mais nada um conselho, aprenda a conviver e a dar valor a números pequenos. Números minúsculos. Aprenda a trabalhar com números bem pequenos. Por exemplo. Você está caminhando na rua e se depara com uma moeda de R$ 0,10 no chão. 99% vão ignorar a pobre moeda. Agora, se no lugar da moeda você encontrasse uma nota de R$ 100,00, garanto que sairia briga de foice se além de você outras pessoas também a tivessem encontrado. É mais ou menos isso. Números pequenos são tudo.

Hoje foi apenas uma introdução, lembrando que não estou ensinando nada a ninguém. Trata-se apenas da minha experiência pessoal.

Até a próxima.

Terceiro Dia

E aí pessoal! Desculpa a demora, deveria ser o 58º dia. Vai ser o TERCEIRO DIA por que não sei escrever 58º dia por extenso. Atrasou tudo ...